fbpx
Imagem de RitaE por Pixabay

Nov 11

Levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações brasileiras de carne suína (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) alcançaram receita cambial de US$ 149,6 milhões em outubro.  O número é o maior saldo mensal registrado nos últimos 24 meses, e supera em 38,4% o desempenho registrado no mesmo período do ano passado, com US$ 108,1 milhões.

Durante o período, foram embarcadas 68,1 mil toneladas, volume 8% superior ao registrado no décimo mês de 2018, com 63 mil toneladas.

No acumulado do ano (janeiro a outubro), as exportações de suínos registraram alta de 23% no resultado cambial do setor, chegando a US$ 1,230 bilhão – contra US$ 1 bilhão registrado no mesmo período de 2018.

Foram exportadas 592,3 mil toneladas nos 10 primeiros meses do ano, volume 11,66% superior ao alcançado no mesmo período do ano anterior, com 530,5 mil toneladas.

“As vendas para a Ásia seguem impulsionando as exportações de carne suína, com elevação, no mês de outubro, de 81% nos embarques para a China e de 19% para Hong Kong”, analisa Francisco Turra, presidente da ABPA.

Carne de frango – A receita de exportações de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) segue em alta em 2019.  Entre janeiro e outubro, totalizou US$ 5,700 bilhões, número 4,3% superior ao registrado no mesmo período de 2018, com US$ 5,463 bilhões.   Foram exportadas 3,415 milhões de toneladas, volume 0,3% inferior na comparação com o ano anterior, com 3,426 milhões de toneladas.

Considerando apenas o mês de outubro, a receita das exportações totalizou US$ 536,5 milhões, número 7,1% inferior ao alcançado no mesmo período de 2018, com US$ 577,8 milhões. Foram exportadas 334 mil toneladas, volume 8,8% menor que as 366,1 mil toneladas embarcadas no décimo mês de 2018.

“As vendas de carne de frango foram mais qualificadas em outubro deste ano, registrando preço médio 1,8% superior ao registrado em relação ao ano anterior.  Ao mesmo tempo, o quadro sanitário da Ásia segue gerando efeitos nas exportações, com elevação de 39% nas exportações para a China”, destaca Ricardo Santin, diretor-executivo da ABPA.

Fonte: ABPA

 

Foto: Imagem de RitaE por Pixabay


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/storage/0/4d/e7/site1380047583/public_html/site/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *