suinocultura

Ago 30

O baixo volume de negócios realizados neste mês (Agosto/2019) levou à queda dos valores do suíno vivo em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea, diminuindo o poder de compra dos suinocultores frente aos principais insumos utilizados na atividade (milho e farelo de soja). De acordo com a Equipe Grãos/Cepea, as diferentes condições de oferta e demanda regionais têm feito com que os preços do milho apresentem movimentos distintos. Já em relação ao farelo de soja, a valorização do dólar e a expectativa de maiores demandas externa e interna frente ao baixo excedente do grão no Brasil têm sustentado as cotações no mercado doméstico. Quanto aos preços do suíno vivo, a média na parcial de agosto (até o dia 28) está em R$ 4,43/kg na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), 15,4% menor do que a de julho. No Oeste Catarinense, a cotação média do animal, de R$ 4,14/kg, registra queda de 13,7% na mesma comparação.

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *