Export - Red Cargo Container hoisted with hook on Blue Sky Background.

Fev 14

Uma das questões levantadas em torno dos resultados da exportação brasileira de carne de frango de janeiro de 2019 é se a forte queda registrada no mês (de 15% em relação a janeiro de 2018; de 20% em relação ao mês anterior) decorre de retaliação de algum país importador.

À primeira vista a resposta é não, pois os recuos observados foram generalizados. Tanto que, entre os 20 principais importadores de janeiro, apenas cinco (um quarto do total) aumentaram suas compras no mês. E se, por exemplo, o volume destinado a Hong Kong recuou quase 50%, tal queda foi parcialmente neutralizada por um recuo significativamente menor por parte da China (-1,82%).

Tem mais, porém. Considerados os 20 maiores importadores de 2018, apenas um país (Angola) não participa do atual grupo. E a maioria dos 19 demais integrantes do ranking manteve em janeiro, com variações mínimas, as mesmas posições registradas nos 12 meses do ano passado.

Observe-se, por fim, a participação desses importadores no total exportado em janeiro: as variações em relação ao total de 2018 também são mínimas, tudo levando a crer que a queda registrada no mês passado foi pontual, podendo até ser ocasionada pelo atraso na contabilização de parte dos embarques efetivados mês. Os primeiros números relativos a fevereiro corrente apontam nessa direção.

Fonte: Avisite

 

20190213_grafico_2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *