abcs forum agua

Mar 26

Representantes de diversos segmentos do mundo inteiro estiveram reunidos em Brasília (DF) para dialogar sobre o uso racional e responsável da água. A suinocultura é um dos temas debatidos no 8º Fórum Mundial da Água, que fez da capital do país o núcleo de discussões sobre a prática sustentável em relação a este recurso. A Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), em parceria com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), participou no dia 22, Dia Mundial da Água, do estande da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para falar sobre reserva e tratamento de água na produção de suínos.

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, elogia a iniciativa da CNA de apresentar a modernidade da agricultura e pecuária brasileira e ressalta que fazer da carne suína brasileira um produto sustentável é um compromisso constante do setor. “A ABCS não poderia ficar de fora deste evento de tamanha relevância para o agronegócio, visto que a suinocultura brasileira é comprometida com o uso correto de água nas granjas e a preservação deste recurso natural. Essa é a chance que nós temos de repercutir a mensagem mundialmente e mostrar o resultado de uma produção inteligente que é parte da solução que o mundo está buscando”.

Ao longo do dia, foram realizadas três apresentações que contaram com a participação de mais de 150 pessoas. Em seguida, o consultor da ABCS, chef André Rabelo, preparou um momento de degustação para o público do evento com uma receita de copa lombo com batatas a fim de mostrar que a carne suína brasileira, além de sustentável, é também prática e muito saborosa. As apresentações aconteceram durante a EXPO em uma enorme estrutura montada no estacionamento do estádio Mané Garrincha.

Bruna Kassama, analista de estatística e mercado da ABPA, falou sobre a pegada hídrica dos suínos, que é o impacto causado pela atividade no que diz respeito à água. Ela destacou ainda a importância de as empresas avaliarem os riscos hídricos, bem como suas oportunidades e utilização estratégica. “Essa questão da pegada é só uma medição para análise de risco, um primeiro passo para a agroindústria entender como ela pode melhorar o seu processo produtivo. E eu espero que as empresas possam se dedicar em relação à sustentabilidade, pois é o meio ambiente que nos gera tantos recursos para a produção animal”.

A participante Selma Viana de Aquino, que trabalha na área licenciamento ambiental de propriedade rural em Rondônia e é admiradora da carne suína, acredita na importância de manter o sistema produtivo sustentável. “Nós vimos aqui que, com a pegada verde, essa água pode ser aproveitada de diversas formas, graças à ciência e à tecnologia. Lá no meu estado, já estamos preocupados com isso, pois a produção animal consome muita água. Com o suíno já dá para planejar melhor o uso e o reuso, o que é uma vantagem. Sem falar que resulta num produto que vale a pena, numa carne saborosa, a qual eu sou fã, inclusive”.

A parceria da ABCS e ABPA junto à CNA teve como propósito mostrar a sustentabilidade dentro das propriedades rurais e destacar que o produtor sabe a importância da sua atuação em produzir com melhor desenvolvimento da água e seus resultados econômicos positivos dentro da cadeia.

O Fórum é uma iniciativa do Conselho Mundial da Água e tem como objetivo fomentar o diálogo do processo decisório sobre o uso racional e sustentável deste recurso a nível global. O evento foi realizado de 18 a 23 de março.

Fonte: Site ABCS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *